sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Sussurro ao mar #23


O Tiago ligou-me hoje de manhã... Foi bom acordar com o som da sua voz, com tamanha meiguice e carinho.

Como estão as minhas três meninas? - perguntou ele do outro lado da linha.
Mortas de saudades tuas meu Amor. - Ele sorriu. Eu consegui perceber no tom da sua voz que, apesar de meigo, possuia no fundo uma certa seriedade e importância.
Passa-se alguma coisa? Queres falar? questionei abertamente.
Quero sim Amor. É algo em que tenho andado a pensar e não quero adiar esta conversa por mais tempo - ao som destas palavras o alarme que existia dentro da minha cabeça disparou e a preocupação foi surgindo, exaltada.
Sim...
Tu sabes que és a mulher da minha vida, - começou - a mãe das minhas meninas e quem eu mais amo e ... eu quero casar contigo. Queria que, depois das princesas nascerem, dessemos esse passo que ambos sabemos que é muito importante para nós. O que achas? - As minhas emoções estavam aos saltos e as minhas filhotas estavam igualmente entusiasmadas com o tema da conversa; os papás iam casar.
Amor, por momentos assustaste-me. Claro que quero casar contigo. E acho que seria óptimo que o fizessemos após o nascimento das meninas. Mas sabes que já não falta muito tempo e que teremos muitos assuntos a tratar, mas estou completamente disposta a completar esta fase e dar um passo em frente em direcção ao nosso futuro e à formação da nossa vida juntos - eu sentia que ele estava emocionado, e percebia o quanto aquele momento significava para ele. Sabia que ele sentia tanto a nossa falta como nós sentiamos a dele por isso não hesitei e perguntei. - Amor... O que achas de ir ter contigo e passarmos o dia juntos? - A respiração dele parou e senti que ele ficou um pouco perplexo. - Amor?
Estou aqui bebé... Sim, acho que hoje podemo-nos mimar inteiramente um ao outro. Queres que te vá buscar?
Não amor - respondi - eu apanho o comboio. Entretanto vou-me preparando. Até já. Beijinho nos teus lábios. Amo-te muito!
Amo-te muito princesa - exclamou.

Desligamos a chamada e depois de um duche rápido e de um pequeno-almoço reforçado parti em direcção à estação. Quando abandonei a carruagem ele estava a minha espera; estava perfeito com a sua tez morena e com o cabelo que esvoaçava sensualmente ao sabor da brisa. Aproximei-me sem ele dar conta. Abaixei-me devagar e reparei nos seus olhos ostentados por lágrimas. Encostei a sua cabeça ao meu peito e apertei-o contra mim.

Amor? Estás bem? O que é que se passa? Estás-me a deixar preocupada!

Com o meu abraço ele não foi capaz de controlar o choro e as lágrimas puras que dos olhos dele caíam molhavam agora o meu ombro descoberto.

Estou aqui contigo. Não irei deixar-te sozinho!

Ele agarrou-me com toda a sua força durante breves minutos; afastou-se e acarinhou a minha barriga...

Não me deixes...
Não te posso perder a ti também - disse ele por entre o choro, ofegando e sentando-se para não perder as forças - fica comigo fofinha!

Continua...

8 comentários:

  1. . confesso, ainda não tive a oportunidade de ler toda a história, só breves passagens ... mas admito que este post me deixou curiosa, por isso estou ansiosa por mais (:

    ResponderEliminar
  2. Obrigada por todas as palavras minha princesa linda :)

    ResponderEliminar
  3. Acho que hoje estou como ele..

    Quando um sonho torna-se tao bem realizado, o medo de perder tudo é tao dolorosoo..

    ResponderEliminar
  4. Não estejas assim...
    Sabes o quanto fico triste por te ver assim ♥

    O teu sorriso é a minha alegria 。◕‿◕。

    Não temas nada porque te prometo que nada perderás ♥♥♥♥♥

    ResponderEliminar
  5. Perder quem? :O
    Oh, Meu Deus! Preciso muito ver a continuação!
    :O

    ResponderEliminar
  6. Eu Gosto imenso de ti docinho ♥♥♥

    ResponderEliminar

Leave your thoughts;
Someday they'll become more than just a dream ♥