quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Sussurro ao mar #4


O desejo que sentiamos era mais forte e os nossos corpos começaram a tocar-se; a sensação da tua pele na minha deixava-me arrepiada. A tua mão subia lentamente pela minha barriga enquanto a minha não largava as tuas costas. A água que caía quente sobre nós tornava tudo ainda mais fascinante e maravilhoso. Percorrias os meus lábios da forma mais perfeita e o toque da tua língua na minha deixa-me em êxtase mas não te deixavas estar assim por muito tempo; exploravas o meu corpo com os teus lábios. O sangue corria-me quente e forte nas veias, o meu coração batia de desejo por ti. «Quero-te agora...» - disse! Não hesitas-te e fazias-me sentir a Mulher mais completa e realizada do Universo. As minhas unhas ficavam cravadas nas tuas costas a cada movimento, os teus lábios sentiam-se incapaz de perder os meus, o nosso coração bate a 100 à hora e a água escorre pelos quatro cantos da nossa pele. A respiração ofegante e um sorriso na cara envergavam o fim da nossa entrega. Voltamos a sentar-nos e colocas-te novamente os braços à minha volta em sinal de protecção - como era bom sentir-te assim. Contemplaste-me com um milhão de beijos e em seguida passaste-me a toalha para que me secasse. Enquanto me fiquei a vestir na casa de banho foste para a cozinha e disses-te para que quando estivesse pronta me deitasse na cama; assim o fiz. Efémeros minutos mais tarde apareces-te com um tabuleiro na mão cheio de coisinhas boas desde torradas a sumo e leite com café; no cantinho colocada numa pequena jarra apresentava-se uma rosa vermelha suave e da cor perfeita dos teus lábios. Colocas-te no rosto aquele sorriso que me fazia estremecer e sentaste-te à minha frente pousando o tabuleiro na cama. Peguei na jarra e inspirei todo o aroma que aquela pequena e indefesa flor me podia oferecer. «A minha princesa merece um pequeno almoço na cama!». Não tive sequer palavras, abracei-te, beijei-te e encostei-me ao teu pescoço para sentir o teu cheiro. Tomamos aquele pequeno almoço dos deuses e disses-te que me querias levar a passear. Arranjamo-nos, saimos de casa e pegamos no carro. O caminho foi longo...

Bem, eu queria a vossa opinião.
Continuo, ou acabo por aqui?

8 comentários:

  1. Obrigada querida :)
    E claro que deves continuar querida *

    ResponderEliminar
  2. Continua que eu quero ver o fim dessa história!
    bjinhosss
    http://lolisprincess.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Eu queero mais.. continuaaa.

    Nunca pare com suas escritas, vai ter sempre alguém
    querendo aprecia las.

    Bjss flor

    ResponderEliminar
  4. Continua que é muito bom de se ler. (:

    ResponderEliminar

Leave your thoughts;
Someday they'll become more than just a dream ♥